News

Notícias da semana – 13 de janeiro de 2018

Os Eternal Search Of Lucy's Diamonds (ESOLD) são um projeto musical sediado em Abrantes, cujas principais influências resultam da força do rock, das texturas do grunge e das cores do stoner. Apesar de formado recentemente, os ESOLD contam com a participação de músicos experientes que já passaram por bandas como Assemblent, The Grim Reaper Society, Perfect Sin ou Dog Days, tendo trabalhado com músicos como Fernando Ribeiro (Moonspell) ou Miguel Fonseca (Bizarra Locomotiva), entre outros. Após algumas bem-sucedidas apresentações ao vivo na região centro do país, os ESOLD encontram-se de momento a promover a edição da sua demo de estreia Lucy – gravada, misturada e masterizada por Arlindo Cardoso (Low Torque, Icon & The Black Roses, WAKO, Cruz de Ferro e outros).


O compositor de jazz-fusion, Bob Holz, lançará o seu terceiro trabalho Visions: Coast to Coast Connection, com a colaboração do lendário baixista Stanley Clarke a 23 de fevereiro de 2018. Juntamente com Holz e Clarke está também o ex-baixista dos Mahavishnu Orchestra, Ralphe Armstrong. Visions: Coast to Coast Connection sucede a Visions And Friends lançado no ano passado.


Depois de alguns meses a trabalhar arduamente no seu novo lançamento, os The Kompressor Experiment disponibilizam um primeiro avanço do que virá a ser esse disco. Um vídeo ao vivo do tema Monolith II está já disponível. Os The Kompressor Experiment são um quarteto de Sion que apresenta uma saudável mistura instrumental progressive rock, metal, stoner rock e post rock. A banda tenta, ainda, adicionar alguns elementos inovadores, esticando os limites das fronteiras da sua música rock.


Depois de três excelentes álbuns com o o seu grupo, os Burnt Belief, Jon Durant regressa com o seu primeiro trabalho a solo desde Dance Of The Shadow Planets de 2011. No entanto, ao contrário do seu álbum anterior, Parting Is é um álbum exclusivamente de guitarra. Profundamente emocional e pessoal, Parting Is pega na ideia de um álbum de guitarra e tranforma-a numa espantosa paisagem de texturas e cores.


A Cruz Del Sur Music lança a 23 de fevereiro o álbum Ultimate Force dos Sacred Leather. O cabedal e aço está de regresso e os americanos representam, nesta sua esyreia, o que de mais puro tem o metal, captanto no ano de 1983 toda a sua inspiração. Escrito durante os dois últimos anos, Ultimate Force foi gravado no outono de 2017 e o resultado é uma excitante mistura de heavy e thrash metal que, mesmo assim, consegue apresentar como tema mais ambicioso uma balada intitulada Dream Searcher.


A Underground Symphony assinou com os Chronosfear para o lançamento do seu álbum de estreia. Os Chronosfear nasceram em 2003 como Wings of Destiny, em Brescia (Italia). O primeiro lançamento oficial dos Chronosfear será homónimo trará 11 temas poderosos com estruturas progressivas e elementos sinfónicos e, embora não se possa considerar um álbum conceptual, os temas referem-se, de uma forma global, ao Tempo.


Um dos nomes mais inovadores da cena surf rock Americana, Merrell Fankhauser, e que tem estado ativo durante décadas quer na Califórnia quer no Hawaii apresenta agora a magia do seu concerto Tiki Louge Live num disco que teve lançamento a 12 de janeiro via Goldenlane Records. Com Fankhauser estão os convidados Ed Cassidy dos Spirit, The Brymers, Lindsey Ikeno, entre outros.


Depois de uma paragem de dois anos, o projeto The Joy of Nature estará brevemente de regresso com dois novos trabalhos – Emptiness Is a Long Story – The First 12 Years Revisited e Another View of the First 12 Years. Estas duas novas edições comemoram os primeiros 12 anos de existência do projecto açoreano. Emptiness is a Long Story – The First 12 Years Revisited é uma compilação de canções já editadas por The Joy of Nature, sendo aqui apresentadas com novas misturas, arranjos e também novas gravações da voz. O CD será editado em digipack com um livro de 8 páginas, incluindo as letras (excepto nas versões de temas tradicionais). O álbum será editado na Primavera deste ano, mas será disponibilizado em fevereiro para aqueles que procederem à sua pré-encomenda. Another View of The First 12 Years será editado em cassete (disponibilizando também as faixas em formato digital para quem o adquirir) e irá incluir novas versões de canções antigas e temas inéditos.


O Cão da Garagem orgulha-se de apresentar o álbum de estreia dos Moon Preachers, a Free Spirit Death. O primeiro longa duração do duo do Seixal foi gravado nos Estúdios King, no Barreiro, e foi produzido pela lenda viva Nick Nicotine. Sairá dia 16 de Março, em CD e cassete, pel'O Cão da Garagem, e estará também disponível nas principais plataformas de streaming.


Os Glasya são uma banda de metal sinfónico fomentada pela integração de vários músicos experientes da cena metal portuguesa, composta pelo guitarrista fundador Hugo Esteves, pela voz de Eduarda Soeiro (também em Nightdream – tributo oficial português aos Nightwish), pelas teclas do luso-holandês Davon Van Dave (ex-Urban Tales, ex-Shadowsphere, ex-Heavenly Bride), pela guitarra solo de Bruno Prates (ex-Enchantya, Paradigm State), pelo baixo de Manuel Pinto (ex-Enchantya, Paradigm State) e a bateria de Bruno Ramos (ex-My Deception). No passado dia 10 lançaram o single Heaven’s Demise e respetivo videoclip. Este é, também, o primeiro single do futuro EP a ser lançado no primeiro semestre de 2018. Os Glasya caraterizam-se pela sua orquestra poderosa e ritmo contagiante engrandecido pela magnifica voz de Eduarda Soeiro.




Notícias da semana – 06 de janeiro de 2018

A banda francesa de power metal Öblivïon lança a sua estreia a 23 de fevereiro pela ROAR – Rock Of Angels Records. O produto desta banda que inclui antigos membros dos Nightmare, tem como título Resilience e inclui um DVD do concerto realizado a 2 de setembro de 2017 no Leym’Fest.  Este DVD apresenta sete temas novos e 3 canções originárias dos Nightmare. Pat Liotard, que já trabalhou com os Nightmare e os Now Or Never, foi o produtor.


Os Shades Of Sorrow, banda heavy metal do Canadá, juntaram-se à Sliptrick Records. Com uma sonoridade que cruza o metal moderno com old school e que ainda vai beber a influências europeias, o grupo já havia lançado Ascension, o seu quarto lançamento e segundo longa duração, pela sua própria editora, a Chester Records. Todavia, chegou a altura de uma distribuição mundial pela editora italiana.


Monuments é o successor do aclamado Presentiment (2014) dos prog rockers húngaros Dreamgrave. O disco, na sua totalidade, está disponível para download no Bandcamp da banda, mas a edição digipack traz dois temas extra captados ao vivo. A produção voltou a estar a cargo de Gábor Vári nos Miracle Sound Studios.


Sucedendo ao sucesso obtido em álbuns anteriores com os iamthemorning, o virtuoso pianista russo Gleb Kolyadin afirma a sua autoridade musical no seu trabalho de estreia a solo, a lançar pela Kscope a 23 de fevereiro. Este álbum homónimo conta com a participação de Gavin Harrison (King Crimson/Porcupine Tree) na bateria; Nick Beggs (Steven Wilson) no baixo; Theo Travis (Robert Fripp/Porcupine Tree/Steven Wilson) nas flautas e saxofone; Steve Hogarth (Marillion) em alguns vocais e Mick Moss (Antimatter) e Jordan Rudess (Dream Theater) em teclados adicionais.



Reborn será o terceiro álbum de originais dos Urban Tales, sucedendo a Loneliness Still Is The Friend (2011) e será editado pela MR Diffusion. A música A Loucura No Amor (a ser lançada no dia 8 de Janeiro) serve como uma introdução e marca o tom de um álbum que está interligado nas suas músicas. Vitor Espadinha (cantor e ator), abre as hostes deste terceiro trabalho de originais, que será lançado (mensalmente), nas lojas digitais e serviços de streaming, para depois dar lugar a uma edição física com muitos extras e surpresas.



Notícias da semana – 30 de dezembro de 2017

A Test Your Metal Records anunciou a assinatura com os indianos Overhung para a reedição do seu trabalho de 2016 Moving Ahead. Este longa duração é composto por 10 temas eletrizantes de glam rock clássico a lembrar os anos 70 e 80. No seu país, têm recebido elogios pela sua postura direta com letra a abordarem a temática do sexo, um tema ainda tabu na India.


Contando com um line-up galáctico, os Altaria regressam com um novo single com as receitas a reverterem na sua totalidade para as pesquisas contra o cancro. When The Time Has Come, assim se intitula este novo single, está disponível para audição streaming e em todas as plataformas digitais. Neste tema, os Altaria são os vocalistas Chris Bay (Freedom Call), Ralf Scheepers (Primal Fear), Ola Halen (ex-Insania Stockholm Official), Yannis Papadopoulos (Beast In Black), Mike Livas, Victor Emenka (Soulspell), Terje Harøy (Pyramaze), Siegfried Samer (Dragony), Todd Michael Hall (Riot V) e David Åkesson (Qantice); os guitarristas Frode Hovd (Aldaria), Christer Harøy (Divided Multitude), Thobbe Englund (ex-Sabaton), Lars Rettkowitz (Freedom Call), Jimmy Hedlund (Falconer); o baixista Ronnie König (Signum Regis); o responsável pelas orquestrações Peter Crowley e o baterista Morten Gade Sørensen (Pyramaze).


Com o seu último trabalho, Haven, lançado em 2015, os Kamelot atingiram novos patamares na sua imagem de marca de heavy metal sinfónico e altamente emocional. Como prenda de Natal, a banda americana disponibilizou, recentemente, um novo vídeo para o tema Under Grey Skies que conta com a colaboração de Charlotte Wessels dos Delaine. Entretanto, a primavera de 2018 está apontada como a altura para o lançamento do próximo álbum da banda.


Os rockers suiços Felskinn que inclui membros dos Maxxwell, Live/Wire e Krokus, assinaram pela ROAR! Rock Of Angels Records para o lançamento do terceiro álbum Mind Over Matter, que inclui 12 temas misturados e masterizados por Jacob Hansen. Este disco sai a 16 de março e no tema Pictures In My Dreams participam como convidados Mike Terrana, Mandy Meyer e Jgor Gianola.


Os mestres do metal sinfónico austríaco, os Visions Of Atlantis, voltam ao tema dos oceanos no seu novo álbum intitulado The Deep & The Dark. Esta nova proposta, já a sétima do coletivo, sai a 16 de fevereiro pela Napalm Records e Thomas Youngblood, companheiro de editora, referiu a esse respeito que The Deep & The Dark é um impressionante desafio para a banda.


Para gáudio dos inúmeros fãs de Alice Cooper em todo o mundo, a Gonzo Multimedia irá lançar a aclamada biografia de Michael Bruce, intitulada No More Mr. Nice Guy. Este lançamento é feito numa caixa em edição limitada a 250 unidades, assinadas pelo próprio Bruce, que contém o livro, um certificado assinado, um CD com uma entrevista de 1996 e uma reprodução da memorabilia de Alice Cooper.



O último concerto filmado dos The Doors ficará em breve disponível pela primeira vez. The Doors: Live At the Isle of Wight 1970 será lançado em DVD, Blu-ray, DVD/CD e formato digital a 23 de fevereiro de 2018. Este que é último concerto que se conhece dos The Doors, foi remontado e remisturado a partir das gravações originais. Com o selo de aprovação dos The Doors, este concerto foi restaurado graças a meios tecnológicos só disponíveis no século XXI, com correções de cor e visuais que vieram melhorar as imagens originais. O concerto completo, que é agora apresentado com som 5.1 Dolby Digital, foi misturado por Bruce Botnick, coprodutor, engenheiro de som e misturador de longa data da banda. Algumas imagens deste concerto integraram o filme de 1997 Message to Love. Neste DVD de 84 minutos, Morrison, o organista Ray Manzarek, o guitarrista Robby Krieger e o baterista John Densmore passam por canções icónicas como Roadhouse BluesBreak On Through (To The Other Side) e Light My Fire. Iluminados apenas por uma pequena luz vermelha (a banda não tinha sido informada que tinha de levar o seu próprio equipamento de iluminação), os The Doors deram um concerto que ficou para a história. O DVD fica completo com This Is The End, um vídeo de 17 minutos com entrevistas conduzidas pelo realizador Murray Lerner a Krieger, Densmore e o manager original, Bill Siddons. Também são incluídas imagens de arquivo de Manzarek datadas de 2002.




Notícias da semana – 23 de dezembro de 2017

Os The Killers acabam de reeditar quatro álbuns do seu riquíssimo catálogo em edições em vinil de 180 gramas. Aqui se incluem Direct Hits (originalmente lançado em novembro de 2013), o disco que inclui todos os grandes clássicos da banda, mais dois temas apenas disponíveis nesta coletânea (Shot At The Night e Just Another Girl), bem como um tema bónus (Be Still); Sam’s Town, editado originalmente em outubro de 2006, produzido por Flood (New Order, U2) e Alan Moulder (Nine Inch Nials, Foo Fighters) e que inclui êxitos como When You Were Young e Read My Mind; Sawdust, lançado originalmente em novembro de 2007, que consiste numa seleção de lados B, versões, remisturas e outras raridades, além de contar com o outtake Shadowplay e o galvanizante Tranquilize, que conta com a participação do ícone Lou Reed e por fim, o quarto álbum de estúdio da banda, Day & Age, editado em novembro de 2008, produzido por Stuart Price (Madonna, Kylie Minogue, Pet Shop Boys) e pelos The Killers, o que inclui sucessos como Human e Spaceman. Recentemente o grupo voltou aos álbuns com Wonderful Wonderful, lançado em setembro do ano passado e que será apresentado ao vivo em Portugal em 2018, a 29 de junho, no festival Rock in Rio-Lisboa.


Durante 15 anos, Christofer Johnsson, líder dos Therion, viveu com a ideia de compor uma opera e essa sua visão torna-se agora realidade com Beloved Antichrist. Depois de muito tempo investido, muita dedicação e paixão, o projeto – que inclui mais de três horas de música e 27 papeis vocais diferentes – verá a luz do dia a 9 de fevereiro de 2018, numa edição a cargo da Nuclear Blast Records. O vídeo de avanço, Temple Of The New Jerusalem, retirado do segundo ato da opera já foi apresentado. Os Therion atuarão em Portugal (nos dias 21 e 22 de fevereiro) e para já estão a poderar a hipótese de levar a totalidade desta produção para palco.


Michael Schenker, um dos mais proeminentes guitarristas da história do rock, prepara-se para dar mais um passo em frente. Trata-se do novo álbum de estúdio do projeto Michael Schenker Fest, trabalhado com o produtor Michael Voss-Schoen e que se chama Resurrection. O álbum sai a 2 de março de 2018, pela Nuclear Blast Records. Para além de Schenker e dos três vocalistas dos M. S. G. (Gary Barden, Graham Bonnet e Robin McAuley), também participarão Doogie White, na voz; Steve Mann, nas guitarras e teclados; Ted McKenna, na bateria e o baixista Chris Glen. Em adição haverá participações especiais de Kirk Hammett, Wayne Findlay e Michael Voss-Schoen.


Os Schwarzer Engel lançaram, recentemente, o EP Sinnflut, um avanço do próximo álbum, Kult der Krähe, que será lançado em fevereiro de 2018, via Massacre Records. Para já ficamos, também, a conhecer o artwork, cortesia de Matthias Bäuerle/Season Zero. Kult der Krähe foi misturado e masterizado por Jan Vacik (Graveworm, Serious Black, Serenity) nos Dreamsound Studios.


O projecto Urban Tales, prepara-se para lançar as músicas do sucessor de Loneliness Still Is The Friend, e seu terceiro album de originais intitulado Reborn, já em janeiro de 2018. Agora através do selo MR Diffusion, a banda editará, via online, através das lojas digitais e mais tarde, uma edição fisica especial, com vários extras e músicas exclusivas. Os singles já lançados (The Name Of Love, The Start e All Said And Done) irão ter novas misturas, e muitas das músicas terão convidados especiais ainda a divulgar. O successor de Diary Of A No (2007) e Loneliness Still Is The Friend (2011), Reborn, é um album conceptual que conta uma história interligada, da primeira à última música e que abrange variadissimos estilos e sonoridades; assim como é cantado em português e inglês. A primeira música do álbum a ser lançada já no dia 8 de janeiro, chama-se A Loucura No Amor, é a primeira música do album fisico, e conta com uma participação especial ainda por divulgar. Todos os singles a lançar previamente antes do album fisico, terão artwork individuais, e Dagur Jonsson o conhecido fotografo islandês, volta a tirar a foto da capa para o mais recente single.


Os Heyoka's Mirror são um abanda originária de Calgary e praticante de rock/metal progressivo. Depois do primeiro álbum, lançado no final de 2016, a banda prepara-se para lançar um novo EP, Loss Of Contact With Reality. A produção está acargo de Andrew Balboa e Omar Sultan.


Na primavera de 2017, os Thundermother sofreram mudanças dramáticas com a saída de quatro membros e a entrada de três novos. Todavia, o elemento central da banda, o guitarrista e fundador Filippa Nässil, permaneceu firme na sua visão. Em junho esta nova versão do coletivo lançou We Fight For Rock N Roll, um single de afirmação de competência e força, ao qual se seguiu uma tour de 20 datas pela Europa, tendo como ponto máximo a presença em Wacken. E depois de um verão muito ativo a banda entrou em estúdio e em dez dias gravou 15 temas novos, 13 dos quais aparecem no seu novo e homónimo álbum, a lançar pela Despotz Records.


Os rockers clássicos Graveyard entraram nos Park Studios, em Estocolmo para gravar o seu novo álbum, ainda sem título decidido, e que deverá estar cá fora no fim da primavera/princio do verão do próximo ano. O álbum será produzido por Chips Kiesbye. O ultimo álbum dos Graveyard foi Innocence & Decadence.


Os Hot 'n' Nasty são uma das mais galardoadas bandas alemãs de blues rock. O seu novo disco intitula-se Dirt e foi gravado, misturado e masterizado nos Megaphon Studios por Martin Meinschäfer. Analógico, quente e poderoso, assim pode ser definido o som de Dirt, um disco que, para além do blues rock e baladas sentimentais, ainda apresenta country e delta blues, num total de 15 canções catchy e de alto valor.



Fundados em 2006 por seis mulheres, a banda Shezoo é actualmente um quarteto internacional, com apenas uma – a vocalista Natacha. Influenciado por nomes como Iron Maiden, Led Zeppelin, Queensrÿche, Dio, Kingdom Come, Accept e outros da era dourado dos anos 80, o novo álbum intitula-se Agony Of Doubt é rock, catchy e com sentido de melodia. Tudo sublinhado pela carismática voz de Natacha.



Notícias da semana – 16 de dezembro de 2017

Os Mind Of Doll estão de regresso com o seu novo EP de cru e puro rock, intitulado Speak No Evil. Os Mind Of Doll são finlandeses, nasceram no ano 2000 e já têm dois álbuns na bagagem: Low Life Heroes (2007) e Shame On Your Shadow (2013). Ambos os trabalhos tiveram sucesso no seu país natal, tendo, inclusive, entrado nas charts. A sua sonoridade é comparada a Smack, Gluecifer e Backyard Babies.


Liv Kristine juntou-se à sua irmã Carmen Elise Espenæs, como segunda vocalista dos Midnattsol. Na sequência do convite a Liv para participar no como vocalista convidada no próximo álbum da banda da sua irmã, e considerando que o resultado do trabalho em conjunto foi de tal forma empolgante, foi com naturalidade que surgiu o convite para ficar como membro permanente. Recorde-se que os Midnattsol estão num hiato desde 2011, na altura em que lançaram The Metamorphosis Melody, mas o regresso está para breve e até já apresentaram o tema Purple Sky como avanço.


Os Volster são uma banda de hard rock melódico formada por ex-membros dos Masquerade e House Of Heavy. Esta banda sueca acaba de assinar pels ROAR! Rock Of Angels Records, para a edição do seu trabalho de estreia intitulado Perfect Storm. Este disco conta com 12 temas e foi produzido por Max Norman e masterizado por Thomas Johansson.


De Ottava chega o trio The Dead Centuries que se estreia a 26 de janeiro de 2018 com o álbum Race Against Time. The Dead Centuries é um nome aconselhado para fãs de Animals As Leaders, Scale The Summit, Protest The Hero, Periphery e Intervals e o seu primeiro single, Overdrive, que conta com o convidado James Krul (Mandroid Echostar) no solo de guitarra já foi disponibilizado em estreia no Prog Report.


A Sliptrick Records anunciou o lançamento digital do EP de estreia Nothing To Lose dos britânicos Cyanide Sundae. O EP apresenta 4 temas num cruzamento entre o hard rock e o heavy metal, mas onde a melodia nunca falta. Nothing To Lose foi gravado em 2017 e inclui o single What Can I Do.


Os californianos Night Demon lançarão a 12 de janeiro uma edição especial do seu mais recente álbum, Darkness Remains. No CD 1, para além dos temas que todos conhecem e admiram, lançados este ano pela SPV/Steamhammer, podem encontra ainda mais quatro temas bónus que são versões de Black Sabbath e Queen e dois temas instrumentais captados em estúdio como versões alternativas. O CD 2 apresenta misturas diferentes dos temas.


Os Wolfshead lançaram nos EUA a 8 de dezembro, via Rockshots Records o seu novo álbum, Leaden. Na Europa este trabalho dos finlandeses já estava disponível desde 27 de outubro. Os Wolfhead praticam um puro old school heavy metal, com riffs pesados, uma secção rítmica poderosa e vocais bluesy, bebendo influências de nomes como Black SabbathMotörheadVenom e de todo o movimento NWOBHM.


Em abril de 2018, a Madfish celebrará os Wishbone Ash, uma das mais queridas bandas do hard rock britânico, com o lançamento com uma caixa com 30 CD’s intitulada The Vintage Years. Uma caixa de luxo com raridades, memorabilia, uma entrevista e livro de capa dura com 156 páginas. Esta caixa está limitada a 2500 cópias e inclui todos os álbuns de estúdio lançados entre 1970 e 1991, incluindo material raro, B-sides e 12 temas nunca antes lançados. Três destes álbuns, Nouveau Calls, Here to Hear e Strange Affair, estão atualmente descatalogados; outros três são álbuns ao vivo originais (Live Dates, Live Dates Volume Two e Live in Tokyo) aos quais se juntam mais oito álbuns ao vivo nunca lançados e gravados durante o período compreendido entre 1973 e 1980.


A editora Lions Pride Music anunciou a reedição do álbum Half Past Midnight dos Wild Rose, sete anos após o seu lançamento e cinco anos após ter esgotado completamente. O álbum, que na altura, foi considerado como uma das melhores estreias, terá essa reedição a 28 de fevereiro numa edição limitada a 500 cópias. Esta nova versão foi totalmente regravada, remisturada e remasterizada e conterá duas faixas bónus.



Os The Sea Within são um novo grupo de art-rock constituído por Roine Stolt (Transatlantic, The Flower Kings), Daniel Gildenlöw (Pain of Salvation), Jonas Reingold (The Flower Kings, Karmakanic, The Tangent), Tom Brislin (Renaissance, Spiraling, Yes Symphonic, Deborah Harry) e Marco Minnemann (The Aristocrats, Steven Wilson, UK, Joe Satriani) e anunciaram o lançamento do seu álbum de estreia para a primavera de 2018.



Notícias da semana – 09 de dezembro de 2017


O Natal está aí à porta e a earMUSIC e Tarja Turunen anunciaram o lançamento de uma versão especial de Feliz Navidad, a versão para a Barbuda Relief And Recovery Charity. Junto com os amigos e músicos de eleição que são Michael MonroeDoro PeschTony Kakko (Sonata Arctica), Elize Ryd (Amaranthe), Marko Saaresto (Poets Of The Fall), Timo Kotipelto (Stratovarius), Simone Simons (Epica), Cristina Scabbia (Lacuna Coil), Joe Lynn TurnerFloor Jansen (Nightwish), Hansi Kürsch (Blind Guardian) e Sharon Den Adel (Within Temptation), Tarja criou esta nova versão cujas receitas reverterão a favor do povo de Barbuda afetado pela passagem do furacão Irma.


Quando, nas vésperas de Natal de 2016, correu a notícia do falecimento de Rick Parfitt, os fãs ficaram devastados com a partida de um dos maiores ícones do rock ‘n’ roll. No entanto, desconhecido da grande maioria, Rick tinha quase terminado o seu primeiro álbum a solo, após o seu período de recuperação depois do ataque cardíaco que tinha sofrido em julho. Este álbum contendo 10 novas canções e intitulado Over And Out será agora lançado, em forma póstuma, pela earMUSIC a 23 de março de 2018.


O álbum homónimo dos The Gardening Club, originalmente lançado em 1983, foi considerado como o álbum certo na altura errada. Este álbum é, agora, reeditado pela Gonzo Multimedia, adicionado com mais cinco temas de estúdio que assim se juntam aos originais 12. O lançamento vem, ainda, acompanhado por um booklet de 24 páginas especialmente criado para esta reedição.


O álbum de estreia dos The Raz será lançado pel Rockshots Records. A banda formada por Adam Shealy (bateria), David Scott Mcbee (vocais), Nick “Kuma” Meehan (guitarras), Dale “Raz” Raszewski (baixo), cria um rock ‘n’ roll cheio de groove, num estilo não muito ouvido hoje em dia e que vai beber as suas influências a Led Zeppelin, Badlands, Joe Bonamassa e Rival Sons. O álbum sai a 9 de fevereiro.


Alice Cooper foi, sem margem de dúvidas, um dos maiores nomes do rock dos anos 70 e 80. Mas o que, por vezes, não se sabe é que o homem que hoje conhecemos como Alice chamava-se Vince Furnier e era o vocalista de uma banda chamada Alice Cooper. Essa banda tinha, ainda, o guitarrista solo Glen Buxton, o guitarrista ritmo, teclista e principal compositor Michael Bruce, o baixista Dennis Dunaway e o baterista Neil Smith. Furnier mudou, legalmente, o seu nome para Alice Cooper e iniciou uma carreira a solo quando a banda com o mesmo nome cessou funções. O último espectáculo da The Alice Cooper Group foi a 8 de abril de 1974 no Rio de Janeiro. Bruce, Dunaway e Smith continuaram com os Billion Dollar Babies, lançaram o álbum Battle Axe em 1977 e não se reuniriam com Alice até 23 outubro de 1999, no segundo Glen Buxton Memorial Weekend (o guitarrista havia falecido em 1977) num espectáculo no CoopersTown em Phoenix. Este disco agora posto no mercado é o primeiro concerto que os Billion Dollar Babies a 6 de julho de 1977 em Flint, Michigan.


Bruno Pernadas e Ricardo Toscano são ambos músicos de jazz com formação académica na música clássica. Os dois estarão no palco do Grande Auditório do Centro Cultural de Belém no próximo dia 15 de dezembro para encerrar o ciclo CCBeat 2017. O concerto preparado em exclusivo para a ocasião conta com um alinhamento maioritariamente inédito executado por um ensemble de luxo que reúne uma secção rítmica, secção de cordas e naipe de sopros e ainda dois cantores convidados. A abordagem tem como base diversos estilos tais como o jazz, o rock, a música exótica, cinematográfica e erudita, sendo o principal solista Ricardo Toscano no saxofone alto.  Dois excelentes músicos, o multi-instrumentista e compositor Bruno Pernadas e o saxofonista Ricardo Toscano num encontro singular que transforma esta ocasião em algo surpreendente e certamente memorável.


Já corre por aí a notícia do novo álbum dos Rebellion. Sai a 16 de janeiro via Massacre Records e tem como A Tragedy In Steel Part II: Shakespeare's King Lear. Esperem um disco que retrata na perfeição o drama de Shakespeare – as atmosferas negras e tenebrosas serão a principal caraterística. À semelhança do álbum de estreia, voltam as partes de spoken word. A Tragedy In Steel Part II: Shakespeare's King Lear foi produzido por Oliver Geibig e Tomi Göttlich, e misturado e masterizado por Oliver Geibig nos Tonetown Music Studio. A fantástica capa foi criada por Björn Goosses/Killustrations.


Os mestres do metal sinfónico, Visions Of Atlantis, voltam a debruçar-se sobre a temática dos oceanos no seu novo álbum, intitulado The Deep & The Dark a ser lançado a 16 de fevereiro de 2018 pela Napalm Records. Para o sétimo álbum da banda, os vocais femininos estão entregues a Clémentine Delauney.


A Cherry Red Records lançará em fevererio de 2018 as primeiras reedições dos álbuns Twin Barrels Burning, de 1982 e Raw To The Bone, de 1985, dos Wishbone Ash. Ambos os álbuns incluem notas do jornalista Dave Link e entrevistas com os membros vivos. Twin Barrels Burning nunca foi lançado em CD e inclui um segundo disco com as remixes americanas; Raw To The Bone inclui quatro temas nunca antes lançados e o disco bónus traz The Friday Rock Show BBC Sessions.



Os cinco álbuns e o EP de ThanatoSchizO acabam de ser totalmente disponibilizados em várias plataformas digitais, como a SpotifyiTunesGoogle PlayDeezer e Microsoft Groove. A banda de Santa Marta de Penaguião deu por terminadas as suas actividades em 2011, depois de 14 anos de actividade, tendo trabalhado com editoras tão díspares como a Misdeed Records, Sun Empire Productions [MX], Rage of Achilles [UK], Burning Elf Records [AU], My Kindom Music [IT] e Major Label Industries.


Notícias da semana – 02 de dezembro de 2017

Os pioneiros do rock progressivo, os Mabel Greer’s Toyshop (a tal banda que foi precursora dos Yes, lembram-se?) lança um novo disco a 8 de dezembro intitulado The Secret. Neste disco, Peter Banks (ex-guitarrista dos Yes e dos Flash, falecido em 2013) toca guitarra, em duo com o fundador, guitarrista e vocalista dos MGT, Clive Bailey, pela primeira vez em 50 anos. Clive compôs e gravou alguns temas tendo por base registos gravados que Peter Banks deixou. The Secret é composto por nove temas e já é considerado um must para todos os fãs de prog rock.


The Man In A Glass, novo EP dos Stairs Of Life saiu pela Sliptrick Records a 3 de novembro e é o resultado da necessidade que a banda tem de se exprimir artistica e musicalmente. Daí que os quatro temas que compõem este trabalho dos italianos se situe em diversos campos do rock, desde o alternativo ao progressivo. A produção esteve a cargo de Luca Pellegrini.


A banda canadiana de horror metal com inspiração de power metal sinfónico, os Malacoda, assinaram pela Rockshots Records para o lançamento de vários álbuns. O primeiro desses lançamentos ocorrerá já a 19 de janeiro de 2018 e será o seu mais recente EP Ritualis Aeterna. Neste trabalho, a banda explora os territórios mais sombrios do symphonic metal.


Três anos após o lançamento do genial Change Of Time, os Secret Illusion anunciaram a cilaboração com a Lion Music e regresam com um novo álbum de estúdio intitulado Awake Before The Dawn a sair a 1 de fevereiro de 2018. Como forma de avanço a banda disponibiliza o vídeo de Fall Of Human Kind, um tema rápido e explosivo. Awake Before The Dawn tem produção de Filippos Papakyriakou e Evmenios Poulias e mistura/masterização de Nikolas Roy Quemtri nos NRQ Studios, Ucrânia. A excelente capa esteve a cargo de Thass Jillion. Segundo a banda, este novo material é ainda mais melódico que tudo o que fizeram no passado, com partes épicas e outras lentas intercaladas com outras poderosas e rápidas.


Saiu no dia 28 de novembro o novo videoclip de Portuguese Pedro, para o tema Enchilada Boogie. Este tema faz parte de um 45rpm que inclui ainda Seeing Double Blues e que será lançado pela editora alemã Migrain Records. Portuguese Pedro encontra-se em estúdio a finalizar a gravação e produção do seu primeiro longa duração a sair no primeiro trimestre do próximo ano, em formato LP e CD. Portuguese Pedro é o novo projeto de Pedro Serra, um talentoso músico de renome, DJ e locutor do único programa de rádio em Portugal inteiramente dedicado à estética musical dos anos 40' e 50'.  É exactamente uma viagem por estas sonoridades retro que sugerem os slaps do contrabaixo  e os riffs de guitarra  compostos por Portuguese Pedro evocando os sons roots de Hank Williams ou Jonhy Cash.


Os conquistadores de tabelas e uma das mais bem-sucedidas bandas alemãs da atualidade, os Powerwolf estão de regresso ao trabalho para prepararem aquele que será o seu sétimo álbum de originais. O sucessor de Blessed & Possessed sai em 2018 pela Napalm Records e o processo de composição já está concluído. A banda irá, em janeiro, entrar nos Fascination Street Studios para trabalhar com Jens Bogren


Savage Gods é o nome do próximo trabalho dos Sonic Prophecy. Aquele que é já o terceiro álbum dos power metallers americanos sai pela Rockshots Records a 19 de janeiro de 2018. Do alinhamento fazem parte 10 temas com raízes no metal tradicional misturado com a beleza do metal sinfónico. Pode afirmar-se que os Sonic Prophecy captam a essência de bandas como Iron Maiden, Judas Priest, Helloween, Hammerfall e Kamelot.


Ele é a voz inconfundível dos Alter Bridge. Ele ganhou um incrível reconhecimento como vocalistada da banda de apoio a Slash, Myles Kennedy and the Conspirators. Ele fez jams com membros dos Led Zeppelin. Ele trabalhou com os melhores. Ele é, inegavelmente, um dos melhores vocalistas da actualidade. Falamos de Myles Kennedy que após a bem-sucedida ligação entre a sua banda e a Napalm Records, resolveu continuar na editora austríaca na altura de lançar o seu primeiro álbum a solo. Year Of The Tiger tem data de lançamento prevista para a primavera de 2018.


Os lendários Kayak, banda holandesa de rock progressivo lança o seu décimo sétimo álbum, adequadamente intitulado Seventeen a 12 de janeiro. Os fãs têm, desde já acesso ao trailer com excertos de três temas. Seventeen está disponível num álbum duplo (um CD bónus com 36 minutos de material demo).



Empire Featuring Peter Banks & Sydney Foxx – The Complete Recordings é o primeiro lançamento da The Peter Banks Musical Estate (via Cherry Red Records) e tem, também, todo o apoio de Sydney Foxx Jordan. Este set inclui temas dos três álbuns de estúdio dos Empire e dos The Mars Tapes. O áudio foi totalmente remasterizado em 2017. O booklet tem 40 páginas com liner notes e fotos retiradas dos arquivos pessoais dos membros.  Peter Banks morreu em 2013, mas o seu legado musical continua num conjunto de lançamentos oficiais que continuarão a acontecer até 2019.


Notícias da semana – 25 de novembro de 2017

Jurassic Power Metal! Apostamos que nunca ouviram falar nisso. Mas não se assustem, porque os Victorius vão mostrar o que isso é. O seu novo EP chama-se Dinosaur Warfare - Legend Of The Power Saurus e será lançado a 26 de janeiro pela Massacre Records. Mais pormenores sobre este EP serão revelados em breve, mas a imagem de marca da banda não será beliscada – composições apelativas e variadas e um conjunto de temas up-tempo.


Estávamos em 2008, quando uns desconhecidos Alestorm criaram um clássico de metal moderno num subgénero completamente novo – o pirate metal. Falamos do álbum Captain Morgan’s Revenge. Dez anos depois, este clássico irá ser relançado pela Napalm Records a 26 de janeiro. Captain Morgan’s Reveng – 10th Anniversary Edition recebeu novas e frescas remisturas e remasterizações por parte do produtor original Lasse Lammert. Como bónus vem o disco Live At Summer Breeze.


Vicious Breed, o novo álbum da banda de Pittsburgh, Lady Beast está já nas lojas, numa edição da Cruz Del Sur Music. Com supervisão de Jason Jouver, Vicious Breed é o disco mais dinâmico da carreira deste metaleiros. Aqui podem encontrar vocais fortes, harmonias twin-guitars e hinos clássicos de metal – um trabalho intenso que tem sido reconhecido pela crítica especializada que feito boas apreciações ao trabalho. Vicious Breed pode ser ouvido na íntegra aqui.


A Cogwheel Records apresenta o novo álbum de Pedro Raposeira intitulado Ligações. Este projecto, criado por Pedro Raposeira, apresenta várias composições musicais que contam com a colaboração de vários amigos, músicos e vocalistas, criador de músicas que exploram diversos ambientes sonoros, numa viagem musical que aborda vários estilos. Encontra-se já disponível para download gratuito o primeiro single, intitulado Boas Ideias.


O super-duo Geoff Downes e Chris Braide, conhecido como Downes Braide Association (DBA), tem um novo disco intitulado Skyscraper Souls, lançado no passado dia 17 de novembro pela sua própria editora, X2X Records via Cherry Red. Este é o terceiro momento de colaboração entre os dois músicos e sucede aos aclamados álbuns Pictures of You (2012) e Suburban Ghosts (2015). Skyscraper Souls tem uma orientação mais prog rock/hard rock tradicional que o seu material anterior, apesar de manter uma estética pop assinalável. Conta com diversos convidados, entre os quais Marc Almond, Andy Partridge dos XTC e Kate Pierson dos B52s.


Após 25 anos a tocar, gravar, produzir, atuar e a andar em tournée, Bob Katsionis, inicia uma nova aventura na sua carreira. Como guitarrista e teclista dos Firewind andou em tournée durante os últimos 14 anos, tendo ainda lançado álbuns com os Outloud e Serious Black, bem como 4 álbuns instrumentais a solo. No total, participou em mais de 50 álbuns umpouco por todo o mundo. Este passo agora passa pela criação de uma nova editora, a Symmetric Records e o seu primeiro lançamento aconteceu ontem, tratando-se do trabalho Fragments Of A Ruined Mind, segundo disco dos Terra Incognita.


iCon Zero é uma revisão do álbum de Wetton/Downes, naquele que foi o precursor da série iCon, um conjunto de temas gravados nos finais dos anos 80 adicionado de um curto período de reunião em 1990. A versão original deste disco foi lançada em 2002 e para este relançamento, quer John, quer Geoff acederam no acrescento Zero e na nova capa. Esta edição foi remasterizada e inclui dois temas nunca lançados.


Ed Palermo ganhou exposição mundial com a sua genial leitura dos temas de Frank Zappa. Todavia, no início deste ano aventurou-se com The Great Un-American Songbook Volumes 1 & 2, um projeto que celebrava um extenso rol de nomes britânicos do rock. Mais recentemente, pela Cuneiform Records, Ed Palermo regressa à sua zona de conforto (se assim se pode chamar), para revisitar um notável conjunto de canções quer de Zappa, quer de Todd Rundgren. O álbum intitula-se The Adventures of Zodd Zundgren e conta com um galático conjunto de músicos que dão nova vida a temas intemporais dos dois grandes compositores.


Comemora-se este ano o 25º aniversário do lançamento de The Crimson Idol, o mítico álbum dos W. A. S. P. O álbum fala da lendária história de Jonathan Aaron Steele e é, ainda hoje, considerado o melhor álbum dos americanos e um dos maiores álbuns conceptuais de sempre. Assim, a Napalm Records orgulha-se de apresentar Reldolized (The Soundtrack To The Crimson Idol), uma reedição deste icónico álbum, adicionado do filme original The Crimson Idol en DVD e BluRay. Um documento histórico já que é a primeira vez que música e filme surgem juntos. O disco inclui, ainda, quatro temas que era suposto serem incluídos no álbum original. O lançamento está agendado para 2 de fevererio de 2018.



O quarto álbum da banda de folk metal Unshine (eles auto denominam-se como praticantes de druid metal) tem como título Astrala e será publicado pela Rockshots Records. Oriundos da Finlândia, os Unshine, nunca seguiram os modelos tradicionais. Para eles, a parte mais importante numa música é a melodia, e sempre em equilíbrio com a natureza – a nossa casa quer física quer espiritual, no entendimento destes druidas.



Notícias da semana – 18 de novembro de 2017

Os Audrey Horne estarão de regresso em janeiro com a sua mais recente pérola intitulada Blackout. Depois, seguir-se-á uma tour com passagens pela Alemanha, França, Holanda e Suíça. O tema de avanço já foi apresentado e chama-se This Is War. A edição está a cargo da Napalm Records.


Jogo Sujo, é o título do mais recente disco de originais dos Meu General. Com saída prevista no início de 2018 o rock está de volta com um leque de canções de alta intensidade. Dente por Dente foi o primeiro single extraído do álbum que se encontra na fase de mistura e masterização. Produzido por Meu General, Jogo Sujo contou com a experiência técnica de Rui Guerra (GPM Studios), Rodolfo Cardoso (WC Noise), Bruno Pereira, Engenheiro de Som (Miguel Araújo, Azeitonas) e Bruno Gonçalves, Engenheiro de Som (We Trust). Com edição da Frankenstein Records, Jogo Sujo vem para ser tocado ao vivo.


Above The Trees é o primeiro disco a solo de Nádia Schilling sendo lançado a 21 de novembro. Gravado ao longo de dois anos, contou com a participação de Filipe Melo (piano), João Hasselberg (baixo/contrabaixo), Bruno Pedroso (bateria), e de convidados como a cantora brasileira Marina Vello (Bonde do Rolê, Marina Gasolina, Madrid) e os guitarristas João Firmino e Mário Delgado, entre outros. Above The Trees surge como um disco de uma escuridão subtil e invulgar, onde Nádia se expõe como forma de exorcismo de sombras e de catarse, mas também como um disco de memórias e um tributo à sua mãe. Passando por referências do folk, mas também do rock e do jazz, as suas influências vêm de artistas como Beck, Nico, Elliott Smith, Cat Power, Bill Callahan, Jon Brion, Fiona Apple, Nick Cave, Portishead, Tom Jobim, Chet Baker e Blossom Dearie. Sure Thing é o segundo single de avanço.


A lendária banda Soft Machine irá fazer uma tournée pelos EUA em 2018, naquela que será a sua primeira tour em solo americano desde 1975! John Etheridge (guitarras), Theo Travis (saxofone, flauta, fender), Roy Babbington (baixo) e John Marshall (bateria), entretanto disponibilizaram os álbuns da era Moonjune Records, enquanto começarão a gravar um novo álbum em dezembro deste ano.


O inicio do próximo ano marca o regresso dos Mystic Prophecy aos álbuns. Mas não será um álbum de originais. Será um disco de versões onde os power metallers revisitarão alguns dos temas que os acompanham ao longo da carreira. Aliás, a banda refere isso mesmo, que este disco é como uma carta de amor a toda a música que os acompanha desde os anos 70 até aos 90. O disco chama-se Monuments Uncovered e sai a 12 de janeiro pela Massacre Records.


A Esoteric Antenna lançou The Ferryman's Curse, o novo álbum dos Strawbs e o primeiro com material original em oito anos. A produção esteve a cargo de Chris Tsangarides, nome que angariou discos de ouro, prata e diamante para Thin Lizzy, Judas Priest e Yngwie Malmsteen. The Ferryman’s Curse, o tema título, é a continuação da sequela The Vision Of The Lady Of The Lake, tema incluído no álbum Dragonfly. Atualmente, os Strawbs são compostos por David Cousins, Dave Lambert, Chas Cronk e Tony Fernandez.


A quarta parta da saga céltica Excalibur, subintitulada The Dark Age Of The Dragon, com a assinatura do compositor francês Alan Simon já está pronta. Esta nova opera rock inclui 19 temas e 120 músicos, com destaque para as participações de Michael Sadler (Saga), Jesse Sibenberg & John Helliwell (Supertramp), Martin Barre (Jethro Tull), Moya Brennan (Clannad), Roberto Tiranti (Labyrinth), Bernie Shaw (Uriah Heep), Sonja Kristina (Curved Air), John Kelly (The Kelly Family) e Maite Itoiz (Elfhental). A edição está a cargo da Babaika Productions via Cherry Red Records.



Dave Kerzner, cofundador do grupo de rock progressivo Sound Of Contact (SOC), lançou, a meados de outubro, o seu segundo álbum a solo intitulado Static. Neste sucessor do aclamado New World, Kerzner apresenta como convidados Steve Hackett (Genesis), Durga McBroom (Pink Floyd), Nick D’Virgilio (Big Big Train), Colin Edwin (Porcupine Tree), bem como os guitarristas Fernando Perdomo e Randy McStine, para além dos seus companheiros nos SOC, Matt Dorsey e Derek Cintron. Static é definido como uma rock opera progressiva a respeito da vida moderna.




Notícias da semana – 11 de novembro de 2017

Os japoneses Loudness lançarão o seu novo álbum a 26 de janeiro de 2018, intitulado Rise To Glory. Este álbum incluirá o CD bónus Samsara Flight, até agora apenas disponível no Japão. Por seu turno, os lendários Thunder têm disponível um tema de Natal, intitulado Christmas Day. Trata-se de uma balada com vocais de Danny Bowes,  gravada de uma forma pouco usual nos Thunder com uma guitarra acústica suave e arranjos minimais.



A 17 de novembro é lançada a edição especial de Earthboud – 40th Anniversary Edition, trabalho originalmente lançado pelos King Crimson em 1972 e que é um dos primeiros (senão mesmo o primeiro) bootleg oficial da maior banda de rock progressivo e que apresenta gravações com um line-up da era Islands [Boz Burrell (vocais, baixo), Robert Fripp (guitarras, mellotron), Mel Collins (saxofone e flauta) e Ian Wallace (bateria)].


O som dos Poison Pill pode ser associado aos grandes nomes como Judas Priest, Accept e outros do género. A sua estreia homónima está aí e traz temas fantásticos como Call Of The Precious, Pitch Black ouConfession of A Liar. Este primeiro lançamento é, também, a primeira parte de uma trilogia que já está perfeitamente planificada. O álbum saiu a 7 de novembro pela Sliptrick Records, apresenta 12 temas do mais pulsante metal clássico e conta com o incrível Snow Shaw na bateria.


A editora sueca Inner Wound Recordings irá promover a reedição dos três primeiros álbuns dos ObsessionMashall Law (EP, 1983, originalmente lançado pela Metal Blade), Scarred For Life (álbum, 1986, Enigma Records) e Methods Of Madness (álbum, 1987, Enigma Records). Os Obsession são uma banda americana formada em New Haven, Connecticut, em 1982 e são conhecidos por ter sido a banda de lançamento do vocalista Michael Vescera. Durante a sua carreira tiveram uma paragem em 1989, precisamente após os três discos que agora são relançados. Regressaram em 2004 e lançaram mais dois álbuns. O primeiro, Carnival Of Lies (2006, Metal Mayhem) já tinha sido reeditado pela Inner Wound Recordings em 2015. Todos os discos trazem um booklet de 12 páginas com letras e notas de Michael Vescera e do guitarrista Art Maco. Os três discos estarão nas lojas a 1 de dezembro.


A Cogwheel Records disponibiliza o  novo trabalho de Pedro Raposeira, um EP intitulado Viagens. Este projeto consiste numa viagem através de vários lugares sonoros imaginários. Um EP recheado de composições que fazem levar o ouvinte numa jornada com atmosferas sonoras criativas. Já se encontra disponível, para download gratuito, o primeiro single, intitulado Esperança no Ar. O EP encontra-se também disponível para aquisição em formato físico, digital e audição em streaming em serviços como o spotify, itunes.


Os Second Lash são uma banda do Porto com início em 2015, contando com Ricardo Dourado na guitarra, Miguel Dourado no baixo, João Amaral na bateria e Evelyne Filipe. A experiência obtida em projetos passados culminou na construção de uma máquina de rock a mostrar no vindouro primeiro trabalho da banda. Em outubro de 2016 entraram no estúdio da Raising Legends para o gravar o álbum de estreia intitulado de Tabula Rasa com André Matos no leme. O lançamento deste primeiro trabalho aconteceu a 10 de junho de 2017 no Cave45, seguindo-se a assinatura com a Raising Legends Records.